Laura Muller

Notícias

Secretaria Municipal de Saúde vai distribuir 1 milhão de preservativos aos foliões no Carnaval de São Paulo

postado em 24/01/2018 14:04 / atualizado em 24/01/2018 14:04
Por: Laura Muller

O Programa Municipal de DST/Aids, da Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo, planejou uma série de atividades de prevenção às infecções sexualmente transmissíveis (ISTs)/aids nesses dias de preparação para a folia de Carnaval na capital. As ações fazem parte da campanha “Camisinha na Folia” e juntas vão distribuir cerca de 1 milhão de preservativos nos ensaios das escolas de samba, de blocos de rua e no Sambódromo do Anhembi, na zona Norte, onde acontecem os ensaios técnicos e os desfiles das agremiações carnavalescas.

As unidades da Rede Municipal Especializada (RME) em ISTs/aids estão participando, desde dezembro do ano passado, dos ensaios de diversas escolas de samba, das mais conhecidas até as menores, de bairro. Os agentes de prevenção vão até os locais fazem a distribuição das camisinhas bem como orientam o público sobre como se prevenir às ISTs. Está planejada também a presença dos serviços em blocos de ruas nos finais de semana.

“Esse trabalho dos agentes de prevenção é fundamental, já que eles conseguem acessar as pessoas à noite e aos finais de semanas, períodos em que as unidades de saúde estão fechadas. É deixar o preservativo o mais acessível possível, levando prevenção onde o público está”, diz Cristina Abbate, coordenadora do Programa.

Confira as ações previstas abaixo

O Programa de DST/Aids da capital planejou ainda atividades específicas em parceria com dois blocos de rua da cidade. Um deles é o “Será que É?”, bloco promovido pelo Museu da Diversidade, que chega à sua segunda edição em 2018 e promete animar o público com marchinhas clássicas de carnaval e músicas pop, rock, funk e drags. O evento será no dia 3 de fevereiro, com concentração a partir das 14h na esquina das ruas Augusta e Matias Aires.

No dia seguinte, o “Bloco do Fuxico” sai às ruas. O tradicional cordão terá concentração no largo do Arouche, a partir das 12h, e a atividade também vai contar com agentes de prevenção.

Além desse trabalho pontual em alguns blocos de rua, o Programa Municipal de DST/Aids, em parceria com a ONG Aids Health Foundation (AHF), disponibilizará mais de 860 mil preservativos que ficarão juntos a 10 postos médicos distribuídos pela cidade. Esse trabalho de prevenção acontecerá nos dias 3, 4, 10, 11, 12, 13, 17 e 18 de fevereiro e pretende alcançar os públicos dos mais de 500 blocos e desfiles da capital.

Sambódromo

O Programa de DST/Aids da capital paulista estará presente também na primeira noite de desfiles, na dia 9 de fevereiro, no Sambódromo do Anhembi. Este será o 17º ano seguido que o PM realiza a ação na passarela do samba.

“Neste ano, serão nove pontos de distribuição, abrangendo todos os oito setores e o Camarote da Cidade. Vamos levar para o Sambódromo mais de 100 mil preservativos”, comenta Adriano Queiroz, coordenador de prevenção do Programa de Aids de São Paulo.

 

Fonte: Agência Aids




Veja também