Laura Muller

dúvidas

Eu tenho um amigo que vive procurando na internet como fazer sexo. Esse é mesmo o melhor jeito?

  • A resposta para você e seu amigo é: talvez esse não seja o melhor jeito, não. Isso porque a melhor maneira de viver as experiências sexuais é aquela que cada pessoa decide para si. Sem roteiros nem receitas prontas. É importante saber que cada ser humano é único e vai ter um jeito único de viver a própria sexualidade. Os exemplos ao vivo e em cores da internet talvez ultrapassem alguns limites. E quais seriam eles? Aqui vale uma regra que sempre digo nas palestras que dou para jovens e adultos pelo Brasil afora, no programa de TV do qual participo e por onde mais converso sobre educação sexual: a gente só deve ir até o ponto em que a prática sexual não nos fere nem física nem emocionalmente. Nem fere a pessoa que está ao nosso lado. Essa é uma boa noção de limites e de como agir nas experiências sexuais. Por exemplo, em tempos de Cinquenta tons de cinza, é importante saber que no campo das artes e da literatura tudo pode, como as práticas sadomasoquistas que essa obra revela. No entanto, na vida real de cada pessoa, vale pesar bem os prós e os contras. A dica é: cada um deve olhar para si a fim de estipular quais são os seus limites e as suas possibilidades.

Quero ver mais